Com 25 anos de tradição, Romaria atrai vários fiéis em Nova Venécia

101

Fé e devoção marcaram a caminhada de romeiros que foram até a comunidade Nossa Senhora Aparecida em Nova Venécia.

Na sua 25ª edição, a Romaria de Nossa Senhora Aparecida, que acontece no dia da festa da Padroeira (12/10), atraiu uma multidão em Nova Venécia. A caminhada começou na comunidade São Pio X, 1h da manhã, seguindo para a comunidade Santa Luzia no km 47, na rodovia que liga São Mateus a Nova Venécia, zona rural de São Mateus, até a comunidade Nossa Senhora Aparecida na cidade de Nova Venécia.

Fotos: Juliano Lavanhole. Saída às 03h da manhã da comunidade Santa Luzia.

Os romeiros levam muita fé e coragem. E nem mesmo o cansaço da caminhada de 23 km, é motivo de desanimo para os romeiros.

Durante a caminhada, romeiros deslumbraram a linda paisagem que rodeia os municípios de Nova Venécia e São Mateus. Infelizmente, com o clima seco, a paisagem se encontrava toda amarelada. Os romeiros rezaram e pediram a intercessão de Nossa Senhora Aparecida, que mandasse chuva para o povo que sofre.

Pelas ruas da cidade de Nova Venécia, a multidão dava vida as ruas pelas cores que carregavam. Ainda mais pelo sorrido de saudar Nossa Senhora e mais uma caminhada feita com sucesso.

Na chegada a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Margareth, os fiéis foram acolhidos na casa da Mãe, com uma Santa Missa presidida pelo Padre Orlando. Apesar do cansaço, os fiéis assistiram a Missa até o final, seguida de um bom almoço para repor as energias.

Como começou a Romaria?

A Romaria começou há exatos 25 anos, por dona Ercília Salvador, de 73 anos de idade, da comunidade São Pio X, zona rural de São Mateus.

Dona Ercília, na época, fez uma promessa a Nossa Senhora, caso se a filha Neuzira fosse curada da doença denominada epilepsia, ela iria a pé até Nova Venécia.

Dona Ercília e sua filha Neuzira.

“Os médicos e remédio nenhum deram jeito na doença. Sofremos demais, sempre durante a noite, ela tinha várias crises horríveis, cada vez pior. Até que um dia dobrei os joelhos e pedi a Nossa Senhora Aparecida, que curasse minha filha. Na época, o padre Vitor, tinha trazido a imagem da Santa, para Nova Venécia e prometi que, se ela fosse curada, nós iriamos a pé até a igreja”, diz dona Ercília.

A promessa foi feita e então o pedido foi atendido por Nossa Senhora. Para pagar a promessa, a caminhada teve início com a mãe, a filha, a cunhada e uma amiga da família.

Elas saíram da comunidade São Pio X e foram caminhando até a comunidade Nossa Senhora Aparecida em Nova Venécia. Foram várias horas na escuridão e durante o dia, até chegar no destino.

Mas elas não sabiam que a devoção se espalharia. A cada ano que passa, o número de romeiros cresce. A Mãe de Deus usou esta família para mostrar o poder da fé.

Redação: Rafael Ribeiro.