Dois vereadores de Mantenópolis são afastados por crime de improbidade administrativa

69
Os dois vereadores foram afastados por crimes cometidos entre os anos de 2013 e 2014 no município.
O Ministério Público do Estado do Espirito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Mantenópolis, denunciou os vereadores José Prata Filho e Euzeni Borges Soares Ker por crimes de improbidade administrativa. Uma primeira decisão da Justiça, após aditamento da Promotoria de Justiça, foi pelo afastamento cautelar imediato dos vereadores dos cargos que ocupam na Câmara Municipal. A decisão foi tomada diante da possível utilização do cargo público de forma a atrapalhar a apuração dos fatos.
De acordo com denúncia do MPES na Ação de Improbidade Administrativa, Euzeni Borges cometeu diversos crimes no período em que foi presidente da Câmara Municipal de Mantenópolis, entre 2013 e 2014. Entre eles, o desvio de dinheiro do Legislativo municipal e o uso particular do carro e de funcionários da Câmara. José Prata Filho foi denunciado por crime de prevaricação. Em 2014, contrariou o artigo 40 da Lei Orgânica Municipal e votou duas vezes na mesma sessão para arquivar as denúncias contra a vereadora Euzeni Borges.
Direto da redação: Rafael Ribeiro.