Professora que morreu salvando crianças em MG é homenageada em Missa

276

Centenas de pessoas se reuniram, na tarde desta sexta-feira, numa missa em rua de Janaúba para prestar homenagens à professora Helley Abreu Batista, de 43 anos, apontada como responsável por salvar várias crianças de serem queimadas depois que o vigia Damião Soares dos Santos colocou fogo na creche Gente Inocente, onde ambos trabalhavam. A professora tinha três filhos

De acordo com relatos, a professora lutou duas vezes com o vigia e se arriscou nas chamas para colocar crianças para fora do prédio da creche.

— Se não fosse por ela, a tragédia teria sido muito maior. Foi uma verdadeira heroína – disse o prefeito de Janaúba, Izaildon Mendes.

Durante a missa, marcada por forte emoção, o padre Paulo Vieira destacou:

— Helley abriu mão da própria vida para salvar a vida do próximo.

Primo da professora, Diego de Abreu e Silva contou ter ouvido relatos sobre o ato de heroísmo de Helley de funcionários e vizinhos da creche.

— Ela salvou muita gente.

— A paixão dela era dar aula. Adorava criança — recorda o primo.

Helley era casada e deixa três filhos: Breno de 15 anos, Lívia de 13 anos e um bebê, Olavo, de um ano e três meses.

Direto da redação: Rafael Ribeiro.