Saiba como bloquear o WhatsApp em caso de perda ou roubo do celular

66

Para um dos aplicativos de mensagens instantâneas mais populares do mundo (e, de longe, o mais popular da nossa querida república), o WhatsApp ainda tem algumas deficiências bem estranhas. Claro, o Facebook tem até se esforçado em introduzir novos recursos ao aplicativo e a adição da criptografia de ponta-a-ponta nas mensagens trocadas aumentou significativamente a privacidade do serviço, mas e quando você tem o seu dispositivo perdido ou roubado?

Poucos sabem, mas existe uma forma simples de bloquear a sua conta no WhatsApp temporariamente, como explica esta página de suporte do aplicativo. O processo envolve simplesmente bloquear o seu chip e, caso você não obtenha um novo cartão SIM com o mesmo número imediatamente, enviar um e-mail para a equipe de suporte do serviço solicitando o bloqueio temporário da conta.

Confira o passo-a-passo completo do processo caso seu aparelho suma ou seja roubado:

  1. Primeiramente, entre em contato com a sua operadora para bloquear o cartão SIM do número atrelado ao WhatsApp;
  2. Envie um e-mail para support@whatsapp.com;
  3. No assunto, digite a frase “Perdido/Roubado: Por favor, desative minha conta”;
  4. No corpo da mensagem, repita a mensagem acima e, em seguida, escreva o número do telefone atrelado à conta em formato internacional (código do país, código de área e número).

Ao bloquear a sua conta, ela não poderá ser acessada até que seja reativada — o que será feito automaticamente quando você configurar o WhatsApp em um novo aparelho equipado com um novo cartão SIM com o seu número. É bom notar que o bloqueio é temporário e dura por 30 dias; durante esse período, seus contatos podem lhe mandar mensagens e elas serão recebidas no ato da reativação. Se os 30 dias se passarem e a conta não for restaurada, entretanto, ela será permanentemente excluída — portanto, é bom ficar atento quanto a esse período!

Além disso, é bom lembrar que o bloqueio do WhatsApp impede apenas o acesso ao aplicativo, suas conversas e mídias compartilhadas dentro do ambiente; caso o seu smartphone não tenha alguma forma de segurança própria, um indivíduo mal-intencionado ainda pode ter acesso a suas fotos, mensagens de texto comuns e outros dados. Portanto, nunca é demais lembrar: sempre proteja o seu aparelho, seja com uma senha, com a sua digital ou com o seu rosto.

Texto: Bruno Santana.