Transcol tem reajuste a partir do próximo domingo

11

A partir deste domingo (14) entra em vigor a nova tarifa do Sistema Transcol, que passa de R$ 3,20 para R$ 3,40, um reajuste de 6,25%. O realinhamento de preços é necessário para cumprir o contrato de concessão do sistema, assinado em 2014, e que prevê reajustes anuais, no mês de janeiro.

Após o reajuste, a tarifa do Transcol continuará sendo uma das menores dentre as regiões metropolitanas do país (e que ainda vão reajustar seus valores). Na Região Sudeste, apenas Belo Horizonte (MG) já aplicou o reajuste. Lá a tarifa vale R$ 5,00. Rio de Janeiro (R$ 4) e São Paulo (R$ 3,90) ainda não aumentaram as passagens.

Outras cidades com características semelhantes à RMGV (e que também ainda não reajustaram suas tarifas) como Brasília (R$ 5), Salvador (R$ 3,70), Curitiba (R$ 3,70), Florianópolis (R$ 3,90), Goiânia (R$ 3,70) e Porto Alegre (R$ 5,15), também adotam tarifas superiores.

Valores

A tarifa com desconto no domingo passará de R$ 2,80 para R$ 2,95 e o Bike GV passará de R$ 1,60 para R$ 1,70.

O Sistema Transcol opera atualmente com 1,4 mil veículos na frota, aproximadamente 12 mil viagens e 650 mil passageiros por dia. Com tarifa única para todo o sistema, hoje é possível ir de Setiba, em Guarapari, até Praia Grande, no município de Fundão, percorrendo cerca de 96 quilômetros.

Mão na Roda

Mesmo com 99% da frota do Sistema Transcol com acessibilidade, o Governo do Estado mantém integralmente o Serviço Mão na Roda. De 2015 a 2017, foram utilizados R$ 22.164.750 milhões. A projeção é que, para esse ano, sejam utilizados mais R$ 8,5 milhões para mantê-lo. São 3314 cadeirantes cadastrados no Serviço. Só no ano passado, foram mais de 90 mil viagens.

Seletivo

As linhas do Serviço Especial Seletivo têm valores que variam de acordo com as distâncias percorridas. Por força de decreto, as passagens do Seletivo não podem custar mais do que 100% do valor da tarifa do Transcol. Sendo assim, as linhas de Vila Velha, Cariacica e Viana, que custam R$ 5,40, passam para R$ 5,70. As linhas da Serra, que custam R$ 5,90, passam para R$ 6,25. As linhas de Jacaraípe e Praia Grande, passam de R$ 6,25 para R$ 6,60.

Gratuidades

O Transcol Social oferece gratuidade integral para 24.518 estudantes.  Já os estudantes com direito à meia passagem somam 44.805. Além disso, 59.053 idosos têm direito ao benefício integral, bem como 11.276 pessoas com deficiência.

Cálculo

No contrato está definido que os reajustes da tarifa são anuais e obedecem a uma fórmula de cálculo que leva em consideração custos como mão de obra, combustível e veículos. Nos últimos 12 meses, a variação foi de 3% para salários; 14,91% para o diesel; e 6,61% para veículos.

A fórmula é constituída de um conjunto de índices de variações de preços dos principais insumos utilizados na produção e prestação dos serviços do Transcol:

  • 20% da variação do preço do litro de óleo diesel;
  • 54% da variação dos salários de motoristas e cobradores;
  • 16% da variação do preço dos ônibus demonstrado nos índices calculados e publicados pela Fundação Getúlio Vargas;
  • 10% da variação do IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna) calculado e publicado pela Fundação Getúlio Vargas.

A soma das variações desse conjunto de índices de preços, ponderado pelo peso de cada tipo de insumo, resulta no índice de variação do valor da tarifa que será parcialmente paga pelos usuários e parcialmente paga por meio de subsídios do Governo do Estado.

Subsídio

O Governo do Estado destaca que vai manter o repasse do subsídio para o sistema. Serão cerca de R$ 110 milhões este ano. Considerando os repasses de 2015, 2016 e 2017, serão R$ 434 milhões de recursos públicos para garantir aos usuários do Transporte Coletivo da Grande Vitória um realinhamento tarifário compatível com o momento econômico.