Casagrande confirma participação na posse de Alexandre de Moraes no TSE

O governador Renato Casagrande confirmou que participa, nesta terça-feira (16), da posse do o ministro Alexandre de Moraes na presidência do Tribunal Superior Eleitoral. A confirmação foi feita pela assessoria do governador em mensagem no fim da tarde desta segunda-feira (15) à Rede TC de Comunicações. Também será dada posse ao novo vice-presidente do TSE, […]

Casagrande confirma participação na posse de Alexandre de Moraes no TSE

O governador Renato Casagrande confirmou que participa, nesta terça-feira (16), da posse do o ministro Alexandre de Moraes na presidência do Tribunal Superior Eleitoral. A confirmação foi feita pela assessoria do governador em mensagem no fim da tarde desta segunda-feira (15) à Rede TC de Comunicações. Também será dada posse ao novo vice-presidente do TSE, Ricardo Lewandowski.

De acordo com a assessoria de Casagrande, o governador, que é candidato à reeleição, terá compromissos de campanha pela manhã. Nesta terça-feira começa o período de campanha eleitoral em todo o Brasil.

O ministro Alexandre de Moraes toma posse nesta terça-feira a partir das 19h, em sessão solene. Os dois ministros foram eleitos para os cargos no dia 14 de junho. Eles serão responsáveis por conduzir as Eleições Gerais de 2022. Nos últimos seis meses, o TSE foi presidido pelo ministro Edson Fachin.

A cerimônia deve contar com a presença de convidados e autoridades dos Três Poderes da República.

Alexandre de Moraes nasceu em São Paulo (SP). É ministro efetivo do TSE desde 2 de junho de 2020, após atuar como substituto desde abril de 2017. Possui doutorado em Direito do Estado, livre-docência em Direito Constitucional e é autor de livros e artigos acadêmicos em diversas áreas do Direito. Atuou como promotor de Justiça, advogado, professor de Direito Constitucional, consultor jurídico e ministro da Justiça. Tomou posse como ministro do STF em março de 2017.

Ricardo Lewandowski, nascido no Rio de Janeiro em 11 de maio de 1948, é ministro do STF desde 16 de março de 2006. Ele é doutor em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e master of arts em Relações Internacionais pela Fletcher School of Law and Diplomacy, da Tufts University, administrada em cooperação com a Harvard University. Antes de ingressar no STF, também foi desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e juiz do Tribunal de Alçada Criminal do estado. Lewandowski já presidiu o TSE de 2010 a 2012.

TSE
O TSE é integrado por, no mínimo, sete ministros. Três são do STF, um dos quais é o presidente da Corte, dois são do Superior Tribunal de Justiça (STJ), um dos quais é o corregedor-geral da Justiça Eleitoral, e dois são juristas, provenientes da classe dos advogados, nomeados pelo presidente da República. (Com informações do Tribunal Superior Eleitoral).